Páginas

31 de jan de 2011

Sempre por aí

Ando por aí
observo atentamente cada palavra pelas ruas
cada imagem vira palavra
vira acúmulo de palavras
vira falatório
e besteiras.

Ando por aí
prestando atenção na verdade das coisas
no simples
no íntimo de tudo o que toco.

Toco com as mãos famintas
com o peito acelerado
toco com a parte interna do corpo
com a parte de dentro
é tudo de dentro pra fora.

Nada é raso
tudo é profundo
é intenso
é demais.

Falo alto
falo palavrão
grito
sinto
quero
preciso
necessito

Só que tudo é do meu jeito
da minha maneira
da minha intensidade
falo demais
falo tudo
fico sem segredos
"Wanna whole lotta love
(...)
I'm gonna give you my love"

Ah! o verão

Sol quente de verão
domingo de areias lotadas
pessoas lindas
pessoas nem tão lindas
mas todos felizes diante do mar
desse infinito tão tranquilo
que capta energias
que alivia o calor do sol
de água gelada que tranquiliza todo o resto
o sal da água
lava meu corpo
meu ser
minha alma
lava-me.

Um domingo de paixões
de flertes
de troca de olhares
de novos contatos
de beijos intensos

Um dia feliz na companhia de pessoas tão queridas
e meu coração tranquilo
suave
em paz.

Estou em paz
diante do mar
do som das ondas quebrando na beira na praia

Quando me lanço no mar e sinto a água passando pela minha cabeça
levando com ela meus medos
minhas angústias
levando tudo
me deixando tranquila e vazia
e renovando as minhas forças.
Renovando todo o meu ser.

Ah! Como um mergulho no mar me deixa tranquila.

you gotta thrill my soul, all right

Sentindo a brisa do mar beijando meu rosto logo de manhã
lá de cima da pedra
lá de cima contemplando a beleza da cidade
essa natureza perfeita que encanta meu coração
que tranquiliza minha mente inquieta
procuro respostas no tempo
no vento
no peito
procuro qualquer coisa
e absorvo o vôo da ave tão de perto
posso tocar no céu
posso ser qualquer coisa
eu
eu
eu
falando besteiras na areia da praia
posso ser qualquer coisa
posso seu eu eu eu
diante de qualquer pessoa
não me escondo
e as vezes fico em dúvida se me abrindo dessa maneira
não acabo ficando vazia
será que entrego demais?
me exponho
boto a cara
falo
falo além da conta
e não sinto vergonha de nada
e nem de ninguém
diante da família
dos amigos
dos desconhecidos
sou eu mesma
sou sempre assim
sempre é assim
sempre foi assim
não penso
falo
e só falo o que sinto
e me entrego
para quem quiser
exponho meu modo
exponho meu ser todo
por inteiro
sou inteira.
Não tenho medo do tombo
da crítica
só tenho medo do silêncio da noite porque é quando a mente fala mais alto.

Pelas tardes de um domingo

Quando olhei para o lado e vi
nossa!
que susto
e parecia que tinha saido de páginas de revista de moda
ou de uma passarela
e carregava o filho nos braços
e tinha um rosto que cegava meus olhos
mergulhei naquele ser encatador
lindo!
possuia uma beleza absurdamente fantástica
que me captou
que me sugou
e eu fiquei ali
contemplando aquele rosto tão certo
de traços perfeitos
a voz dela
o rosto
o estilo
o corpo
tudo nela me deixava encatada
e eu não conseguia mais prestar tanta atenção nos coqueiros
no papo dos amigos
agora eu estava tomada por aquela imagem perfeita
aquela mulher absurdamente linda
e minha mente agora não estava em outro lugar
só alí
nela
absorvendo toda as manias
os trejeitos
os olhares
toda aquela beleza que ofuscou o resto
e agora
tão de repente
não tinha mais resto
só ela
só eu
eu e ela apenas
e o resto não fazia mais parte da vida
não importava tanto quanto nós
estirada na canga
prendendo o cabelo loiro
nossa!
como fiquei encantada por ela
por tudo o que ela tinha
por ela toda.

28 de jan de 2011

A hora é essa

Não se tem duas chances
é só uma
e se você desperdiça
já era
já foi
adeus.
E não sei porque
tenho eu essa mania de não dar valor ao momento já
no instante em que tenho a oportunidade
perco
ou melhor
faço qualquer coisa pra perder
erros
erros
erros
tantos!
Deixo escapar a bela oportunidade
e quando vejo
perdi
e aí, meu amigo
já era.
Já foi!

26 de jan de 2011

Descobre o peito

Descobre o peito
tira lá de dentro
lá do fundo
o coração e entrega a alguém
no auge da passionalidade
você passa a não pensar mais em você
você simplesmente entrega e pronto
sem pensar
porque de repente
teu coração foi pra mente
e a mente foi pro coração
logo assim
tão de repente
e você não pensa em consequencias
nem pensa na possível queda
nem pensa na altura do tombo
e nem se preocupa com a vontade de sair correndo sem saber o que fazer
porque quando é assim você fica sem saber o que você está fazendo
e agora teu coração domina teu corpo
teu juízo
tua vida.
E você entrega a tua vida
o teu músculo que pulsa
a tua mente
teus sonhos
simplesmente se entrega de peito aberto
e no fim das contas
isso não importa
na verdade nada importa
só que o coração sorriu e chorou e sangrou
bateu,bateu,bateu...

25 de jan de 2011

COQUETEL MOLOTOV

" I' ll never cheat
I'll be the best girl you'll ever meet"

Para expulsar as tristezas
para domar os bichos internos
para tentar acalmar a mente
para tentar qualquer coisa
que fuja do real
me desespero
abismos de uma mente insana
me assusto com essa sensação
fico alí
parada
olhando
assistindo aquele espetáculo que aniquila meu peito
que estrangula meus sentidos
que me faz ficar confusa
e na verdade eu sei que preciso sair
mas não consigo
fico, permaneço paralisada diante do ridículo
absorvendo toda aquela escrotidão
aquela podridão de ego ferido
fico
banco a durona
e nisso mais álcool
mais álcool
mais spliff
mais acdc
mais coca-cola
a realidade me desagrada
fico atordoada
controlando as lágrimas para que não saltem dos meus olhos
tento controlar meus sentidos, emoções,mente,ser
canto Cartola
Nelson Cavaquinho
respiro bem fundo
abraço amigos
tento cantar para expulsar todo esse mal
as 7 da manhã na Lapa
vendo mais um dia nascendo
sentindo lá no fundo uma tristezinha que incomoda
fico alimentando que sou durona
mas no fundo quero cair de joelhos no asfalto já quente
e agora as 11 horas da amanhã de quinta-feira
completamente longe da realidade da vida
sinto uma dor
que jamais senti
e continuo bancando a durona
mas ao chegar em casa
naquele silêncio e calma do meu lar
desespero
choro no banheiro
no chuveiro
choro descontroladamente
com medo de nunca mais
com medo de dar adeus
com medo de matar de vez aquela vontadezinha que ainda existia
hoje não mais
sobrevivi ao coquetel molotov
Tô viva,bem viva.

24 de jan de 2011

Não!... a banalidade do beijo

Um beijo na boca
um abraço apertado
um beijo demorado.
É a entrega íntima entre dois corpos
dois seres
um beijo na boca
huuum!
ele movimenta músculos
ele te faz perder calorias
acelera teus batimentos cardíacos
te deixa feliz
é o primeiro momento da entrega
a língua invade a boca
os lábios se tocam
saliva
língua
boca
lábios
dentes
huuum
Que beijo!
Que te deixa de repente tão contente
tão feliz
tão!
Ai ai ai
como é bom beijar uma boca.
Mas não é qualquer boca
é A boca.
A boca certa
a boca escolhida
A boca.

Essa modernidade mascarada

Você desfila com um novo rosto a cada dia
estou cansada de toda essa superficialidade
essa modernidade mascarada
a conquista se resume a isso
uma noite e pronto.
Foi bom pra você?
Eu hein...não!
Uma noite só é pouco para mim
Está tudo assim, muita modernidade,pouco envolvimento
Muitas bocas
muitas camas
ninguém quer mais um real envolvimento
ou estão todos com medo?
Estou realmente muito cansada de quantidade
chega!
agora eu só quero a qualidade da entrega
a vontade de ver de novo e de novo...
e o amor cada vez mais distante
mais ausente
cade?
Todos eles sentem medo das sensações provocadas
todos eles não querem saber de nada
só de desfilar de mão dada
a toa
do nada
com qualquer um
e um beijo na boca
que pra mim é íntimo demais
pra eles é nada
é distribuido a troco de nada
ou melhor
troca-se por sexo
apenas sexo
vontade
desejo
redem-se aos caprichos da carne
e só
só isso.
Ninguém entende que esse vazio existencial é assim
só nós mesmos preenchemos esse vazio
não é somando 10 mulheres na cama
ou 20 homens
ou sei lá mais quanta gente para mais um dia de orgia
e sexo
sexo por sexo não tem a mesma intensidade de sexo com sentimento
com intensidade!
Eu fico realmente chocada com a minha falta de modernidade
eu não compreendo o porque de tanta troca
tantas pessoas interessantes perdidas nesse jogo
porque tudo isso de quantidade não passa de um jogo
jogo bobo.
Eu quero amor!
Eu sou amor!

22 de jan de 2011

Eu não posso causar mal nenhum a não ser a mim mesmo

O que você quis foram apenas algumas noites
e antes disso tudo
eu queria o mesmo que você
eu era egoísta demais
e pensava em satisfação e prazer
e de repente me despertei para ser mais que uns momentos
posso ser mais
posso dar o meu amor
tudo bem que não é nem um pouco pacífico
mas um dia será
" quanto mais velha a uva mais doce o vinho"
e eu vou poder revelar todo esse doce aqui de dentro
e eu espero que em algum dia você encontre as chaves dessa porta
e possa também entregar o teu amor
e o fato de entregar teu amor a alguém não quer dizer que você não tem amor próprio
essa é a prova concreta de que existe muito amor
que o amor transborda e pode ser compartilhado
eu encontrei as chaves e abri o meu peito
as coisas podem não ter saído como eu gostaria
mas vai melhorar
amanhã existe para que os erros de hoje sejam corrigidos e apagados
eu vou crescer
vou florescer
e adocicar meu coração que está cansado de amar o erro
a intensidade das emoções faz com que eu faça tudo dar errado
alguém uma vez virou para mim e disse: "você se sabota o tempo todo
você conquista e depois faz um monte de besteiras e por isso perde"
na hora que ouvi senti raiva
não gostei
porque de repente lá atrás eu já sabia que a pessoa estava certa
eu tenho certa tendência a sabotar a minha felicidade.

Loucuras insanas...da mente dormente

Blues bem alto
e muito samba
e família e recolhimento.
Voltando a atenção para o lado introspectivo
relaxo e curo a ressaca de quarta-feira.
Quando o coração toma conta
faço loucuras
quase que uma tentativa de suicídio silencioso, morro lentamente
aos poucos
morro de raiva
de ódio
de ira
tomada por emoções
incontroláveis
tento de tudo para arrancar os teus restos daqui de dentro
eu poderia estar morta e colocaria a culpa em você
Que me causa sensações tão intensas que simplesmente não penso em consequencias
De uma vez:
estimulantes
excitantes
calmantes
e todas as possíveis drogas que derretem o cérebro
surto quando vejo essa cena ridícula
quando vejo a podridão de quem é egocêntrico demais para parar um pouquinho e pensar no outro
sei de tudo o que fiz para não ter mais você aqui
tenho a certeza da minha parcela de culpa nisso tudo
mas é que ninguém entende que quando o coração toma conta
a impulsividade
a intensidade
o descontrole
tudo isso que o coração faz com a gente
faço besteiras
cometo loucuras
sim!
infantilidade demais
Sou o que você diz de mim por aí
Louca!

Padam padam ..Cantada por Piaf

http://http://www.youtube.com/watch?v=P4b8985k-4Q&feature=related



O dia de hoje está tão lindo
o azul do céu me encanta
me deixa tão tranquilo
fiquei mais calmo
e vi passarinhos voando e ouvi o barulho do mar de ondas que quebram
Quando penso em algo a fazer
apenas esperar
apenas desacelerar
estou me sentindo cansado
preciso de uns tempos de tranquilidade
buscar a serenidade aqui dentro tão escondida
em tudo o que é sentido vem acompanhado de desespero
intensidade
e isso não está mais fazendo o bem
nem pra mim
nem pra ninguém.
E de repente surge um rosto diferente
e isso te deixa diferente
outro beijo
outro toque
e não estou falando de quantidade
mas de mexer com o íntimo
tocar lá no fundo
lá dentro.
Faz bem gostar de alguém
só que faz mal também
O amor e o ódio andam juntos
POrque em um momento
instante
circunstância
vocês se beijam
e depois se distanciam e sentem raiva
Estranho isso.
Duas pessoas que fazem do certo o erro.



(...)


O céu azul
o jazz
o café preto
o cigarro entre os dedos
o meu cachorro
e está mulher tão carinhosa que me deixa contente
demente
com um sorriso aberto involuntário no rosto
quando olho pra ela
me vejo
tão simples estar alí
diante do certo
do tranquilo
só que de uns tempos comecei a querer algo além
estava faltando alguma coisa
e comecei a encontrar na rua
comecei a ver em outras pessoas certas sensações
nada que encontrei foi igual ou maior que o que ela me deu
ela me deu aquilo bom demais
um sentir que não tem meios
em palavras
não dá
mais é um sentir tão teu
parece que há uma bolha que envolve vocês
e é só vocês dois
ali naquele instante de troca
de entrega
desejo
vontade
união de dois corpos pelo bem em comum
pelo gozo
pelo sexo
e toques
pelos movimentos involuntários do corpo
são só vocês e fora da cena está o resto do mundo
apenas naquele instante eu não tinha a vontade de não estar alí
não entendia tamanha contradição
porque até no beijo de outros encontrei desejo
mas com ela era diferente
era a doação perfeita mas infelizmente ela fala e faz besterias que magoa
e diz palavras dura
e me fere e isso me faz sair de casa e bater a porta.

21 de jan de 2011

Agora a realidade é outra
tudo de repente mudou de tom
você foi capaz de me fazer te esquecer em 2 minutos
Pronto!
Obrigada!

Sai por aí..

Tenho medo de mim
tenho medo do que posso fazer tomada pelas minhas emoções e consequentemente sensações
tenho medo de magoar
de fingir que não ligo
medo de perder o bem precioso
de perder o meu benzinho
de não poder dar mais carinho
medo da vida
das escolhas erradas
de sair da linha
de enlouquecer
de não saber crescer
de pedir perdão
de não saber ouvir um não
medo de amar demais
de sentir demais
e de querer o que não se pode ter
hoje acordei com medo dos sonhos
com medo do medo
apenas com medo.

Preciso correr
preciso desligar a máquina por uns tempos
desacelerar
parar pra pensar
refletir
e ler
ler muito
ocupar todo o meu tempo e parar de pensar mais do que devo.
Apenas parar um pouquinho!

Sangrou de dor

O coração está machucado
o corpo todo sangrando
o ser em pedaços.
Um tombo de uma altura impressionante
um tombo proporcionado pelas minhas próprias atitudes e escolhas
e erros.
Doeu
como nunca antes na vida
essa dor foi diferente de todas as outras
lançando ao vento as esperanças
Não quero mais nada de ninguém
estou hoje mais livre
mais forte
não espero mais nada
chega!
agora é dar calma ao tempo
ou melhor, dar tempo para que tudo seja concertado
para que o sorriso seque as lágrimas e transforme a revolta em arte
sejamos felizes, todos!
E sempre em busca de algo melhor
hoje estou melhor que ontem
e amanhã estarei melhor que hoje
Desejo positividades!
Desejo amor ao próximo
solidariedade
amor,amor,amor...não agora
Daqui a pouquinho

.
.
.

Nossa!

Nossa!
Dessa vez o negócio foi selvagem demais
como um soco na boca do estômago eu sinto a porrada na cara
a vida me soca aos poucos, lentamente, com um certo carinho e delicadeza.
Sim, sou louco
Me perco em questões racionais
meu cérebro não funciona como eu gostaria que ele fosse
teve vejo beijando outras bocas
girando com o movimento da terra
a vida seguindo
e isso me assusta
porque eu sinto algo de muito forte por você
e eu tenho a consciência de que te perdi porque quis
porque fui burro o bastante pra não saber mostrar toda a minha delicadeza
e te perdi e devo aceitar a realidade como ela é
não dá pra mudar as coisas agora
não dá pra pensar que se eu não tivesse feito
xingado
tudo teria sido diferente
não dá pra voltar o filme
já foi

mudar isso

A escuridão da noite
a noite doida
todos loucos
e eu mais do que eles todos
minha alma vai passear por aí
vez ou outra
entendo o medo que sente
entendo o medo que eu causo
eu sou louca mesmo!
tenho noção e consciência disso agora
caiu como luva essa certeza
sinto medo de mim
sinto medo de ter perdido pessoas incríveis porque não mostrei tudo a elas
todo o lado delicado e bonito
guardo o mais bonito do meu ser
e só mostro o feio
porque me perco nas emoções
me perco nelas
embarco alí nas loucuras da minha mente inquieta
e perco no fim das contas
a sanidade
a pessoa que eu tanto queria
que eu tanto me dediquei e admirei
já perdi delicadezas
porque de repente me torno mais agressiva
mais descontrolada
e um tanto caótica
me lanço em artificialidades diversas porque choro e não sei controlar
sinto muito
é tudo tanto
que chega a ser muito e eu não sei mais se deve ser assim
a minha intensidade vai me engolir?
Ui
Que desconforto...que ironia do destino.
Estou dizendo isso tudo porque a mente de repente ficou poluída de imagens
palavras
atitudes muito erradas
escolhas bobas
infantilidade nas emoções
===========

Que desconforto que você me causa
que todos esses sentimentos
tanta emoção
tanto descontrole
tanta fuga
ira
ódio
encantamento
revolta
amor
que coisa mais louca do mundo de sentir
não é pra ser assim
Tanto!
Não dá mais pra repetir os mesmos erros
e cade a coragem para mudar o que deve ser ?

17 de jan de 2011

E de tanto que sentiu...endoidou

Preciso gritar
preciso não olhar
preciso me controlar
pra não pular no teu colo
e em tudo o que vejo
teu rosto
imagem
pessoa
figura
você está em todo lugar
me deixando surtada
desconcertando tudo aqui
desestruturando o que já não tinha de estrutura
você me tortura de longe
me sinto uma ameba
você ignora
não olha
ou será que olha?
pultaquiupariu
o que é isso?
tudo aqui dentro fica confuso e mexe
mexe
mexe
remexe
e me deixa louca
Estou ficando louca!
Sim, a tua presença mexe com o meu juízo
lógica?
razão?
sanidade?
tudo menos isso
tudo menos ter juízo
tudo!
tudo que você está inserido e me tortura nessa tua decisão por silêncio e distância
Ok.
É só por isso que fico de longe
porque a minha vontade é pular no teu colo
de braços abertos e te dar um beijo na boca
E eu acho que você sabe dessa vontade
preciso falar pra você
vou saber escolher o melhor momento de dizer tudo o que sinto
sinto!

16 de jan de 2011

Sonhei com teu sorriso...sorri

Outro dia acordei no meio da noite
feliz e sorrindo
sonhei com a gente
sonhei contigo
e acordei me sentindo bem
no meio da madrugada
e foi tão real
que te toquei
que te beijei
e que te amei até a última gota de sonho
quem inventou isso de sentir?
eu hein
agora fico aqui com o coração acelerado
batendo forte
descontroladamente
que sonho bonito
que alegria de repente
e no meu sonho você sorria daquele jeito que só você sorri
teu sorriso tão meigo.
ui
como é bom pensar em você
porque me sinto tão bonitinha sentindo a paixãozinha por você

Eita...como dói

Fico louco de vontade
louco
fiquei louco.
Louco de raiva
de ira
louco
completamente enlouquecido de ciúme.
Louco.
Entorpecido com a imagem de vocês juntos
Esta outra que chega assim, do teu lado, acorrentados pelas mãos.
Fiquei completamente louco quando vi
não gostei
e sorri.
Gargalhei.
Fiquei mudo
berrei puto
quis beber pra esquecer e não obtive sucesso
fiquei completamente colérico
e canalizei energias ruins em gargalhar pra fingir o que rolava por dentro
Fiquei incrivelmente atordoado contigo junto de outra pessoa que não era eu
achei que seria diferente
não quis olhar de novo
porque foi tão de repente que te vi
de mãos dadas com ela
e fiquei completamente mudo
atordoado
no calor humano
vazio no fervor da rua cheia de gente.
Sentindo um amputamento de um membro
uma vontade latente sendo esmigalhada lentamente
tomei socos imaginários na boca do estômago
vomitei sangue
chorei dor
lágrima fedorentas, salgadas e que me fazem ser bobo.
Bobo por estar completamente intoxicado pela tua beleza
pelos teus toques
pela tua boca.
Atordoado permaneço com a imagem dos dois
Me sinto arruinado
desmoronando de uma altura que é tão alta
que provavelmente a ferida do tombo vai doer.
"Faço samba e amor até mais tarde e tenho muito sono de manhã"

Estranho
as coisas de repente ficaram tão diferentes
a lagartixa e o pombo no asfalto quente da rua
estraçalhados
completamente sem tripas
que estavam para fora
não sabia que pombo e lagartixa morriam atropelados
não imaginava isso
acho tão estranho toda a parte de dentro
toda pra fora
erght!
sinto nojo e pena
ao mesmo tempo
tão mortinhos no asfalto quente
-----


As ruas lotadas de gente contente
todos suados neste verão de janeiro
rio de janeiro
muito calor
muito humor
muito amor
muito álcool
muita alegria
velhos,jovens e crianças
caretas e bebuns
doidões e freackeados
tem de tudo
tem tudo na rua
as possibilidades de um bom encontro
estão na rua
só na rua.
Lá que estão as mulheres lindas
os homens interessantes
lá que tem gente
que sente
que precisa de gente.
Digo por mim
preciso sempre estar com muita gente
ou com uma única pessoa que seja muito
um dos dois
ou os dois
um pouco de cada
quero um pouco disso e daquilo
quero multiplicar
triplicar o número de pessoas interessantes perto de mim
me sinto bem
assim
entre todos eles
ninguém briga
só amor
só alegria
suor
cerveja
flertes
sensações
Um sábado alegre vale mais que um mês de febre
vale um surto a menos no fim das contas
Meu corpo aguenta tudo
aguento tudo.
Já passei por tudo
passo sempre por tudo
em frente caminho com eles contente
gargalhando e mostrando os dentes
escondendo os olhos
aguardando olhares intensos.
Me perco na rua
nas possibilidades
me jogo nesta dança que é vida
e que encanta.
Muito samba
muito choro
muito.
Quero muitos beijos
quero o máximo possível de abraços e muitos toques.
Contato visual,carnal,espiritual.
A entrega de dois...

15 de jan de 2011

sexta-feira

Tanta beleza em volta que me encanta
é isso
gosto de gente
tantas!
gosto de estar entre todos eles
os que sambam e gargalham na mesma proporção
gosto do bloco
que me encanta tanto!
e de toda gente tão contente
e ninguém liga para os pingos da chuva
o que na verdade até cai bem
diante de tanto calor
tanta gente!
e a cerveja gelada
que delícia!

14 de jan de 2011

Chatas...ciúme...vontade

Duas mulheres as 6 da manhã conversando sobre nada
ou melhor
sobre a vida dos patrões
erght!
Logo tão cedo, gente!
Pra que falar as 6 da manhã?
Como alguém quer ou tem assunto essa hora do dia?
...ou ainda da madrugada.
Ainda não tem sol
o nublado toma conta dos dias iniciais de janeiro
e não expulsa o calor
não estou reclamando de nada
só digo que não entendo.

.
.
.

Sinto ciúme do meu cachorro
dos meus amigos
dos meus amores
da minha mãe
das minhãs irmãs
do meu pai
dos meus avós
dos meus tios
primos
ando sentindo isso
de repente
logo eu
que era praticante do desapego
ando me apegando as pessoas
as coisas
aos seres
erght!
acho que de repente pensamentos careteanos andam rondando meus pensamentos e sentimentos
preciso ser como eu era antes
não ligar para ninguém (nada!) além de mim
era tão bom ser assim.
Mas aí eu voltaria ao mesmo lugar de antes
ao egoísmo nosso de cada egocentrismo
não!
.
.
.


Cê pode tentar arrancar teus medos
cê pode gritar
andar
correr
beber água o dia todo
fumar inúmeros cigarros daqueles
mas nada muda a maneira de lidar com a vontade.
Vontade diária e doida que te atormenta a todo instante talvez porque você resolveu lutar contra ela.

11 de jan de 2011

20 de janeiro...não existe mais

E esse dia nublado que chora
sinto saudade da tia que resolveu sair de cena sem avisar
e hoje de repente me veio na mente
seu rosto
seu jeito alegre.
Lembro do samba
lembro da casa alegre
lembro de vê-la sempre tão contente.
E janeiro de repente tornou-se triste porque foi o mês que ela resolveu ir embora
de repente
de uma hora para outra
fiquei com tanta raiva do mundo naquele dia
via a morte pela primeira vez
tão sentida e sofrida
uma dor que doía e eu não sabia como fazer para me libertar daquilo
fiquei triste por muitos dias
tive que tomar calmante para suportar
mesmo não suportanto tanto toda aquela dor
e eu chorava
e meu peito espremia tudo que há dentro
e eu chorava e soluçava compulsivamente
uma tristeza que jamais tinha tido
e hoje não sei mais viver o dia 20 de janeiro
não existe mais
fica aquele buraco do dia 19 ao dia 21
e hoje
depois de 4 anos sem ela
sem aquela presença encantadoramente livre
uma mulher que dizia o que pensava e era assim e pronto
eu amo minha tia
e sinto uma falta dela tão grande
e sinto raiva da morte porque me privou de ter sua companhia
lembro da infância ao teu lado
lembro das nossas conversas longas
e por horas e horas e horas
e no final era sempre gargalhadas
e tantas e tantas e tantas
desde aquele dia eu passei a ser diferente
a encarar o mundo diferente
porque a morte mostrou seus dentes e levou daqui um amor meu
um bem tão precioso que até hoje tento entender e desisto com lágrimas nos olhos
de repente veio na lembrança o seu rosto e sinto uma saudade tão grande, tão forte
que fico com raiva daquela imprudência dela de ter feito errado
de não ter feito o certo
e eu fico com um nó na garganta
com um bloco entalado aqui dentro
desde aquele dia eu não entendo o sentido da vida.
E me desespero de tristeza por essa saudade absurda que não passa.
Insiste em não passar.

10 de jan de 2011

You make me feel so good...

Eu não saberia em palavras dizer o bem que me fez
quando abriu a porta desta maneira
e entrou na sala
e me fez engasgar
e não consegui tirar os olhos de cima dela
completamente atordoado
perplexo
sem esperar nada de uma segunda-feira com ressaca
e eis que surge
que brota
enfim
uma mulher linda
absurdamente linda
e me faz perguntas e já não sei responder
porque a beleza dela ofusca minha compreensão
meu entendimento das coisas do mundo
e ela não tem a menor noção do bem que me faz só em entrar nesta porta
hoje
segunda-feira com ressaca
e eu fico impressionado de uma maneira infantil
completamente cego pela beleza da loira absurdamente linda
que me faz perguntas bobas
e que olha lá dentro dos meus olhos
feito um mergulho
ela se joga
ela mergulha de cabeça
com os olhos em mim
e eu não sei mais dizer
as palavras não saem
e eu preciso dizer qualquer coisa
mas não consigo falar
até que de repente eu falo qualquer coisa
olhando absurdamente dentro dos olhos dela
a vida é muito generosa
segunda-feira
de ressaca
e eis que surge um ser de outro planeta me fazendo um monte de perguntas
e eu feito um garotinho recem saido de dentro da placenta da minha mãe fico perplexo
com os olhos
com o contorno dos seus lábios
com o modo como fala
e olha
com a atitude e a maneira de impor suas dúvidas
caramba!
Fiquei atordoado, completamente atordoado com a loira que entrou de repente arrombando meus sentimentos e emoções.

O líquido do diabo

O álcool não é uma boa
é o combustível do diabo
dos burros
dos froxos
não quero!

O álcool dá barriga
ressaca
deprê.

O álcool nos faz fazer besteiras
não lembrar das asneiras
e falar bobeiras.

O álcool é do diabo
não quero mais!

7 de jan de 2011

A presença maior é tua ausência

Essa tua presença forte na ausência
uma ausência presente
que me faz companhia
que me cobre nas noites de frio
e que anda comigo de mãos dadas pelas avenidas da cidade
e que está aqui até mesmo quando não quero
não insisto
mas logo você surge no meu pensar
e isso torna-se de repente um pesar que atormenta meu peito.

Acordo pela manhã
faço café
torrada
passo manteiga no pão
e você alí
na mesa
do meu lado
como se fosse uma sombra
alí pertinho de mim
você gosta de estar
como uma estrela ou um cometa você rasga meus dias
devora meus textos
me faz escrever poesia
compulsivamente
e depois se lança na cama comigo
e me faz carinho na cabeça
e me dá um beijo
e depois outro
e relaxo
e apenas observo teus passos

Quando acordo
vejo que tudo não passou de sonho
e mesmo sem querer dou gargalhadas
porque o sonho foi tão real
que por um segundo achei que ao sonhar estava acordada
e quando percebo
você já não está mais nos meus livros
nos meus textos
na minha cabeça
você já não está mais aqui
e torno a gargalhar
e volto a sorrir.

5 de jan de 2011

Surpresinhas escondidas no armário invisível

No teatro um suspiro
O toque num sussurro, chega de sussurros me toque
Ouço um sino
A peça vai começar.

Quando agente ta ansioso parece que nada vai acontecer
No meio da confusão, deixo tudo por você.
Tanta beleza, tanto canto, não sei mais o que dizer

E se agora minhas manias, te analisam e nos param
E se teus olhares me paralisam, e eu sou tua.
Teus cabelos refletem meus desejos

Eu quebro a rotina nos nossos jogos de menina
Nossa guerra é feita de paz, que paz esta menina.
Ando tanto e procuro e desencontro
Alguém que não me trate como menina.

Devagar, agente gosta de tudo.
No outono, nosso verão absurdo
Será que algumas coisas podem ser para sempre iguais?

Rouca a tua voz, nossa juventude, nossa virtude
Surpresinhas escondidas no armário invisível
Você e eu, estamos conversadas.

Quatro paredes, infinitos olhares
E se por um milagre a noite fosse só nossa!
Os anjos, as estrelas e até as paredes
Não seriam de outra forma?

Eu respondo tudo pronto.
Você percebe mas não é tudo
Nem quando sabemos sabemos, sabemos?
Teu beijo suave isso sim eu sei.

Voltando pra casa, a chuva tava quieta
Enquanto eu cantarolava a discografia
Dos beatles.


Texto de Márcio Jorvieri


6:54 am.Lindo amanhecer!

Eu teria bebido toda a garrafa do whisky
e teria fumado mais de 10 cigarros
o caos das ruas
o caos interno
o ser que não é tão moderno.

Estou hoje livre dos medos de ontem
estou hoje mais leve como o amanhecer do dia
que tanto encanta meu peito.

Gosto das coisas simples
mas não gosto do entardecer porque ele é triste
porque me faz lembrar do fim do dia
e é aquele indefinido
de fim do dia e início de noite
mas na verdade não é nem mais o dia e nem ainda a noite

De cima da pedra observo a cidade que ainda dorme
do alto do morro meu carro desliza pelas ruas
e me sinto viva na velocidade da descida

Adrenalina que pulsa no corpo
pronto!

4 de jan de 2011

DESAPAREÇA DA MINHA VISTA

SE ESTÁ DECIDIDO

VAI

VAI EMBORA

FAZ ISSO

DE UMA VEZ POR TODAS

"SAIA, DESAPAREÇA DA MINHA VISTA"

SÓ NÃO FICA NESSA DE TORTURAR QUEM TE QUER BEM

EU TE QUERO MUITO BEM

E ESCUTO DA TUA BOCA

E PERCEBO PELOS TEUS OLHOS

JÁ FOI

JÁ ERA

ESTÁ INDO AGORA

TCHAU

ADEUS

NÃO ME QUER MAIS

LIQUIDADO

TERMINADO

RECOMEÇO

UEPA

AGORA SIM

AGORA SIM

AGORA SIM

SIM, EU ESTIVE COM OUTROS

SIM, EU ESTIVE COM VÁRIOS OUTROS

SIM

VOCÊ NÃO FOI O MELHOR DOS MEUS CASOS

MAS JÁ FOI

ACABADO

TERMINADO

MAIS UM RECOMEÇO PREVISTO

3 de jan de 2011

Sem pontuação e lógica...há criação e entendimento

Sou como palhaço que estraga tudo nos momentos cruciais
desfazer-me em pedaços pode ser de fato uma possibilidade
mas ao tentar,
mergulho na inquietude das horas
e a desordem da minha mente torna-se eterna companheira dos segundos
penso que no excesso viver dá certo
e no caos eu me lanço
nas noites como ao deserto.
Por ruas escuras e ruas um pouco mais claras vago lentamente pela madrugada
tentando entender um pouquinho da realidade das horas caretas das horas do dia
o sol morre
e a noite mata os seus brilhos e raios.
A noite mata o dia
o amor mata o ódio.
Mas eu escuto gritos de dor
eu sinto a minha dor
e o resto das dores do mundo
parece que o resto das pessoas me fazem sentir a minha dor vezes dez
elevado a 15
na escuridão das horas am
viajo e navego pelo subconsciente
a realidade agora foge daqui
não há raciocínio e nem drama
estou além da vida
quase encostada na morte
mas vida e morte juntas vigiam minhas loucuras
e navegando pelas beiradas do abismo me lanço em inúmeras possibilidades
algumas de cristais e outras um tanto quanto perigosas
mas vou me lançando sem culpa
sem medo
vou indo
vou sendo
vou sendo qualquer coisa
porque parece que os homens que vivem mergulhados na sociedade são tão escrotos e já estão mortos em vida que não posso querer almejar ser como estes porcos que caminham e encostam em mim
me sinto suja quando isso acontece
tento gritar através das palavras
mas eles me acham idiota demais
doidona demais
e me vêem a margem deles
me lançam na sarjeta de ruas sujas e fedorentas
Logo eles...os porcos.
Tem aquelas alegrias que te deixam mais relaxada que antes
eles não acham certo você ter o cabelo longo
você deve seguir a moda
e deve pensar da mesma maneira
e deve transar da mesma maneira que todos eles
todos mecânicos e heterodoxos demais
transar da mesma maneira que todos eles
amar da mesma maneira que todos eles
como posso?
não me contenho com pouco
vou logo gritando
sou inteitaaaaa
INTEIRA
ouviram?
não posso ter menos do que mereço
se não choro
grito
e dói.
E eu tento de alguma maneira confortar toda essa dor aqui dentro
E você pode tentar me levar para perto destes porcos
mas a minha vontade por vida é muito maior que a deles e eu não posso ser lançada neste abismo cavado pelos pés deles
abismo que eu cavo,ok?
mas não posso ser do jeito que eles querem que eu seja
isso tudo é muito patético e bobo
vocês não observam a lua
não tocam em céus e não amam
e eu que amo e sofro e choro
sou um ser errante
e bobo
mas sou mais do que todos vocês porcos e sujos que só pensam em umbigos...e fazer filho e ter uma esposa escrava fazendo a tua comida quando você um porco velho e sujo chega tarde do escritório que te consome

Ele apenas acumula riquezas

Esse teu terno bem passado,
de riscas de giz
essa gravata sufocando teu pescoço
e garganta
e toda essa cena me incomoda de uma maneira agoniada.

Sufocada permaneço imóvel olhando pra você
que só fala em dinheiro
que recebe de vinte a cinquenta mil por mês
e dá consultorias em grandes empresas e apenas acumula riquezas
e blá blá blá
e trata os outros de uma maneira como se todos em volta fossem inferiores
só porque teu salário é maior que o deles
quem você pensa que é?
Babaca
Paulista
escroto
E essa cara de bunda me faz crer que é um ser infeliz que não consegue entender de emoções,
de seres humanos
você é ridículo demais para amar
é babaca demais para ligar para os outros.
E a minha vontade na tua frente é de cuspir na tua cara
e depois vomitar todo o meu ódio...
mas de repente penso que pelo menos me valeu um texto bobo
bobo como você.

Este fruto apodrecendo a cada dentada

A parede branca
a folha em branco
as horas brandas que correm no relógio
desaprendi.
O que é esse calor aqui dentro?
aqui dentro está muito quente
tentei me perder em outras pernas e outros braços
juro que tentei
tentei beijar outras bocas
e sentir outros corpos sobre o meu corpo
e tudo foi como se eu estivesse fugindo de qualquer coisa
fugindo...
fugindo de algo maior que eu
algo maior que os meus 1.70 de altura
algo que internamente (quase?) não cabe em mim
não sei
mas tem mulheres que surgem de um jeito especial e único
e da mesma forma que chegam
partem
estraçalhando as partes internas
já tão estraçalhada por tantas outras anteriores a esta e a próxima
você pode ter milhares de pessoas e tentar tirar aquilo de dentro
mas aquilo de dentro só ressurge toda vez que você invade outra boca
porque você no fundo só quer aquela boca
a outra
a que não está mais aqui
e você fica naquela situação delicada
beijando uma boca e pensando em outra
diante de um rosto diferente querendo aquele outro
e quando você beija alguém na tentativa de esquecer outro alguém
o outro surge de uma maneira mais forte ainda
e te dá um soco na boca do estômago
e você acaba por se sentir uma merda caindo diretamente no vaso,
um fruto podre,
uma fruta pobre.
...

Só o tempo pode curar esta fixação barata
esta obsessão retardada

paranóica
irritante
que mete um medo danado.
Só ouvindo muito jazz
e muito reggae
e muita música clássica...
e muito intrumental pra tentar esvaziar aqui dentro
...

Confesso que as palavras tomam meu corpo
e elas precisam sair daqui de dentro
este é o jeito de esvaziar
Elas me tomam de assalto
tão de repente
elas surgem em mim de uma maneira que as vezes metem medo
de repente
de assalto
sou invadida por elas
e preciso vomitar
...

Cansei do estepe...quero é ser pneu

Tem uma hora que você cansa de ser estepe
que chega a hora de ser um dos pneus originais do carro veloz que corre por ruas
tem uma hora que você se cansa das coisas
e tudo em volta não faz tanta diferença
e assim...
vagando,
observando as vozes internas
chega a hora de abandonar as velhas manias
os antigos hábitos e vícios
o colesterol está alto
a glicose está alta
e outras partes do corpo já cansadas dos excessos,
dos esgotamentos.
E quando a hora chega
você simplesmente deve abrir as janelas,
as portas
e os braços e se libertar de tudo que te oprime.
Até mesmo esta idéia vaga de ser apenas estepe
chega de ser
e sinta sinta sinta
até não poder mais.
Porque viver nada mais é do que sentir.
E chega a hora que você deve e merece ser mais do que um estepe
você tem quer ser mais
muito mais que um simples pneu.
Chega de ser borracha...você é muito mais do que apenas estepe.
O estepe fica esquecido na mala
e só lembram dele quando é de fato necessário
a necessidade deles faz a razão de ser do estepe
o estepe só é lembrado
quando eles precisam utilizar o estepe
aí o pneu original é trocado por ele.
Apenas na necessidade ele é usados por todos eles.
Esquecido em baixo do tapete da mala que já é esquecida pelo resto do carro.
Não ser mais estepe e sim...o pneu original do carro.

2 de jan de 2011

Ando sonhando além da conta

Espero ardentemente que em cada beijo dado
minha cara congele na tua mente.
E em cada gozada,
um fingimento te faça carinho.
E que teus braços abertos acolham o mundo de possibilidades
mas que não encontre outros braços abertos como os meus
E que no final da dúvida
cê encontre um caminho que dê aqui
aqui dentro do meu peito