Páginas

9 de jan de 2014

ENCaretando

A leve sensação da caretice inunda a pele, transpassa o óbvio do corpo e chega ao espírito, alma.
Acalanto!
a sensação nem tão leve da caretice, monotonia
tortura matinal sem sal
preciso do mar
preciso do sal do mar
preciso preciso preciso
pensamentos navegando a mente
e a bruma leve de sensação de um ser de mente careta 

Cê tá pensando que eu tô loki

E se de repente eu dissesse alguma frase demodê?
E se...
são inquietações da mente, do coração
do ser em todo ser
pensamentos nefastos
pensei no gole de vodka
no abraço sem delongas que recebi
pensei nos vinhos e garrafas jogadas pelo gramado do sítio
modificando jeitos. maneiras. trejeitos.
todos estavam em volta da fogueira
aquele velho fogo que não queima
tortuosos pensamentos
sentei na pedra
pedi pra ver a lua
refresquei a nuca com o vento
e todos eles estavam viajando no fogo, na grama
e eu viajando naquela imensa nuvem de fumaça
estava tentando não captar as ondas
rolavam ondas na grama
tortuosos pensamentos
visões distorcidas
e a viagem já não era mais tão evidente
precisava mais de chiclete
de vinho e vodka
precisando com certa pressa de tudo aquilo que não fazia parte do corpo
aquele gole demorado
liquidando a boca
melando a doce alma que percorreu caminhos na noite passada
parado. estático. em trânsito!