Páginas

29 de jan de 2013

Motherfucker

A vida não é ensaio
é improviso
tá cheio de gente apontando os dedos pra gente
quando na verdade a própria vida tá uma merda
cheio de sangue suga infeliz
a vida é improviso
é vida!

Então não venha me apontar o dedo
porque eu aponto o dedo do meio da mão e lanço um "fuck you"
se meu comportamento destrambelhado não te aprova,
tem quem goste
sai da minha frente e não atrapalha
falem mal mas falem de mim, já dizia Ataulfo Alvez
é melhor assim
espalhe aos quatro cantos do mundo a tua ira
que eu espalho o amor aos ventos
lance suas raivas que eu te devolvo em flores
o amor me pegou e eu aceitei e amei sem culpa e simplesmente não posso fazer nada por você
sai da frente que eu passo por cima de quem tenta me atrapalhar
passo pelas pedras do caminho e faço tudo rolar
mando tudo pelos ares porque pra mim não tem problema
não estou nem aí pra você
seu perdedor otário
sai da minha frente e não atrapalha o meu serviço já dizia o cumpadi Mr. Niterói

25 de jan de 2013

Há vida

Perdi-me pelo mar de gente
aflito recuo sofrido
muitas batalhas
muitas feridas
mas há vida
são 24 anos
foram tantos anos de perdições
mas há vida
ouvi um grito do alto da montanha
ouvi uma voz no ouvido
ouvi a mente dizendo que tudo era possível
era preciso querer vencer a luta
a luta de gigantes
há vida
a luta não seria fácil
a luta não era pra peixinho
nem ratazana
só há vida se o amor estiver junto
viva
aguente as porradas do caminho
aguente
lute por teus ideias e idéias originais
lute, sempre lute
é sempre mais um dia
mais um dia
estou vivo
e agradeço a oportunidade

21 de jan de 2013

Me perdoe

Como é possível assim ser?
perguntas perturbam as idéias
na tentativa de amar sem errar, errou feio
ninguém é saco de pancadas, depois do feito, efeito
lágrimas rolam na manhã seguinte mas já é tão tarde
tarde demais
feito um bicho que não pensa e age
feito um ser errante acostumado com os erros
o processo não é fácil
ninguém disse em algum momento que seria
porrada na vida
na própria mente
não haverá novamente
ele pensou em sair de cena
mas seria uma puta falta de bom senso
e uma covardia pesada
não!
não poderia de nenhuma maneira
não poderia ser isso ou aquilo
teria que ser perfeito demais
demasiado
demais seria ficar ao teu lado até o resto da vida
até o fim dos dias
seria dessa forma a maneira mais maravilhosa de encontrar a vida
vivendo do seu encanto
vivendo de amor e brisa e nada mais.

11 de jan de 2013

Ela quis ir

Um cigarro nas mãos
cores cobrindo o corpo
botas pretas
jaqueta da moda
toda ela saida de uma página de revista chique em Londres
Amy Winohouse
kurt
Janis
Jimmy
Jim M.
ela foi com eles nessa onda louca de passar pra outro ambiente
quis aquele outro ambiente
quis não ser vista mais por essas bandas
foi enfim relaxar
tirar umas férias sem previsão de possíveis encontros
ela era uma fera
sabia movimentar aquele corpo branco, bonito
sabia que olhares comiam cada pedaço de corpo
ela foi enfim com essa turma braba
com essa gente vista como "louca" mas pessoas de pura essência
gente que entrega o que fica escondido nos outros
gente que doa talento
que empresta canais de comunicação
vá embora
já que quis assim
e não pediu consentimento
ajuda para suas culpas
suas viciosidades
jogos perigosos por horas a fio
brincando com o coração
doando vida
suavizando feridas

Dando tudo

É que de longe, distante ela tem aquele jeito doce
e ao mesmo tempo uma presença que descontrola

transbordando sentimentos
derreto feito cubo de gelo
e mais um gole suave desse veneno amargo
ressecando bocas na manhã seguinte
harmonia
paz
pensamentos desconexos e confusos
emoções em cada segundo
a cada instante
o corpo doado na cama
o coração acelerando com cada toque
o corpo suado, melado proporcionado com prazer
com conhecimento de corpos
peitos nas mãos
braços
e abraços apertados no meio da noite
sussurros e gemidos ganham espaço
ofegando bocas
movimentando corpo e mende
suave e doce
e tudo tão fora do controle
união
troca
necessidade?
é porque de repente essa presença tornou-se tão necessária feito básicas repetições diárias
enfim, sedento de amor
repleto de carinho
repleto de mãos
bocas
línguas
bundas
toques no meio do dia
pensamentos vagos sentimentos fugazes
que o efêmero desespero seja deixado pra trás
que o gole na boca da garrafa naquele momento bonito
como beijar a mesma boca e tirar tudo dali
dentes
escarros