Páginas

27 de jun de 2014

Machado é o culpado

Machado é o real culpado por toda essa dúvida aqui do peito
o cara escreveu aquele livro e criou todo aquele mistério a respeito 
aquele tema clichê de músicas românticas
partidos corações
estraçalhados seres moribundos
sentimentos corrosivos
ciúme, 
ódio e 
ira
não existem certezas a respeito desse assunto tolo
bobo coração que bate disparadamente
de certo, ritmado
todos somos tolos nesse jogo 
todos quebrando a cara nesse descompasso
passos trôpegos
não conte-me mais nenhuma besteira
não!
fecho a porta
passo o pano
ganho o jogo
sou apenas mais um tolo.
Longe o drama
longos caminhos
pernas perdidas passadas.
Faces tortas
lágrimas doces
músculos saltitantes e feridos.

21 de jun de 2014

Hoje aqui é só DELA

Amor é repeteco
é sentimento sublime
transborda o peito
salta salta salta da boca
e quase que cai tudo que há dentro
amor é isso e é aquilo
é simples
dormir e acordar e querer sempre mais daquele outro
meu amor vem vindo, bem vindo!
amar é estar diante da realidade do peito e do tempo
amor é isso e é aquilo também
qualquer coisa a toa
agora vem amar, meu amor
guardei no peito um amor que jamais explorei
e agora sem mim, sem permissão foi roubado por aquela que adoça e sublima minhas horas

amor amar amando assim

Ela saiu da cama nas primeiras horas do dia, trabalho que chama e leva essa brisa/chama
vem, menina doce vento venha agora para casa, venha.
e foi assim, na aparição dos teus cabelos macios e negros
foi exatamente onde me perdi no colo e peito não menos macios que os pêlos
vem, amor.
vem que a hora é agora, vem amar, amor.
somos dois perdidos diante de um mundo de possibilidades
natureza explode a cada camada do dia
cores
tintas
as flores e amores
meu amor, vem logo
a hora é agora e eu não quero mais espera
você sai para trabalhar e vomito poesia no teclado desde as 6
vem, amor que estou cheio de tanta saudade
não demora que a hora como já disse é agora e não espero
ah!
que demora e nesses dias as horas pausadamente escorrem pelo relógio da cozinha
tic-tac-tic-tac
vem, menina bonita

Amor amor amor de cão

Se ela soubesse o efeito que produz em mim
ah!
eu estaria perdido, ficaria sem armas e defesa
se ela soubesse o quanto de amor sinto e carrego por ela
nua na cama
fazendo comida
ou pintando unha
sei lá
parece que tudo o que faz admiro feito um encanto natural
feito algo que capta minha atenção de maneira que fico ali, preso a ela
achei que não fosse capaz
achei que não seria assim comigo
sinceramente acreditei um dia que jamais seria bobo ao ponto de viver e viver só de amor
mas que outra maneira mais lúcida e pacífica do que amar e ser amado?
seria um tolo
um burro
se tivesse reclinado ao sentimento mais doce, puro e humano
onde simplesmente entrega-se afeto a outro ser que também lhe entrega afeto
tão doce esse envolvimento que não me vejo capaz de viver sem essa paz de espírito
essa perturbação constante de ideias
doce e puro
e nada na vida vale mais a pena do que amar e ser amado de volta.