Páginas

14 de mai de 2013

Estuprador tem mãe?

Como é possível um porco bicho gente desse tipo agredir uma mulher?
como posso dormir tranquila sabendo que de repente existe um porco homem querendo adentrar partes íntimas onde não foi convidado?
fico me perguntando, a consciência buzina em meus ouvidos, o que se passa na cabeça de bosta homem desse achar-se no direito de invadir o corpo, sujar a alma de uma mulher com tamanha invasão?
fico muito agressiva ao ler no jornal que ainda existem casos desumanos, desse tipo
que ainda existem homens que não respeitam nossa força
nossos corpos
nossas faces
e rostos
vocês nasceram de nós
foram alimentados por 9 meses dentro de nossos corpos
será que todos os estupradores odeiam suas mães?
odeiam mulheres?
estupradores foram rejeitados por mulheres no início de suas vidas?
diferentes dos bichos, somos seres racionais, ou seriam apenas alguns seres humanos que dotam de racionalidade?

Perguntas e mais perguntas sem respostas

Cães demasiado

Se os humanos deixassem de ser demasiado humanos poderiam ser mais cães
devido a falta de razão e apenas entrega
ao amor demasiado amor

blues da madrugada

Algo de errado com a máquina que de tão velha precisa de óleo
nada pode ir contra o tempo
com a máquina parada
com o cérebro de férias
com as mãos calejadas
um blues qualquer bem alto espantando os pensamentos chatos
eles cobram demais
todos correm por ruas
e as horas saltam do relógio
os dias somem no calendário
o velho negro de botas sujas grita suas doces melodias nos meus ouvidos
um caminhão de lixo buzina lá fora 
abrigo do meu quarto
onde guardo meu peito no frio da noite

8 de mai de 2013

Berro sem voz

Entalado o grito
seco
abafado
as mentes pensando
as vozes sem sair do peito que grita
abagado
polifônico grito
oco
berro sem voz
voz sem voz