Páginas

25 de jul de 2011

Vá deitar no colinho da mamãe

Você por um instante na vida achou que eu era uma boa garota
pensou que eu pudesse preencher teu vazio
que eu fosse capaz de ser o que te escapa
mas de uma hora pra outra
resolveu ficar com seus amigos
resolveu que se fosse pra bem longe
estaria mais seguro
ledo engano
por mais longe que você ia
mais você sofria
com a minha ausência,
 e assim descontrolava.
E por um instante resolveu desistir de seguir
resolveu acabar com tudo
resolveu não tentar.
E resolveu optar por boas garotas
pois sabia que jamais eu seria uma garota tão boa pra você
que se acha melhor que os outros
que se acha.
E agora eu vejo quem não sabe de nada
e agora eu vejo que existe um buraco muito grande que nos separa
você quer que tudo dê certo
que seja tudo sereno e calmo
blerght
é, até que tem razão
não sou a garota que você está procurando.
Não tenho a menor vocação pra ser uma boa garota
uma bundamole autêntica
e cheia de  blá blá blá
eu sou tum tum tum
as batidas do coração direcionam o ritmo e o caminho que devo seguir
e as boas garotas agem com a cabeça
sim, eu não sou uma boa garota, talvez jamais seja
não pinto as unhas
não controlo o que sinto
apenas sinto
eu sempre vou gostar do mar
do inconstante balançar de suas ondas e correntes
então, você deveria saber que as boas garotas vão pra igreja
e as más, vão pro inferno.

Bundamolismo agudo

Eu fico diariamente me perguntando se o bundamolismo vai dominar o mundo
se o povo tá virando babaca
eu fico completamente perplexa com tanta bundamolice
chega de ser um idiota burguês moralista
seja autêntico
se o caso for ser excesso, seja
seja qualquer coisa
seja mais que um autêntico bunda mole
seja você mesmo
seja mais do que os outros querem que você seja
a vida é curta
então encurte a distância entre a real situação e o fato de ser mais um grande bunda mole
como todos os outros, tantos.

22 de jul de 2011

Se joga

Fiquei esperando pela resposta do trabalho
 não veio.
fiquei esperando aflito, com o coração na mão você voltar
mas não foi o que de fato aconteceu
refiz meus dias
sofri
calei
gritei
fiz inúmeras burradas
estive no limite entre a loucura e a sanidade
estive perdida em algumas noites vazias
e outras, imundas.
Estive por aí
hoje o que posso dizer é que ainda estou aqui
no mesmo lugar que me deixou
Mas com certeza com a cabeça tranquila
com novas idéias e projetos
refiz meus dias para não me entregar
e as horas de tédio, quase enlouqueci, verdade
mas ainda estou viva e novamente pronta
pronta pra quem sabe te amar de novo
e se não for você
será outra.
Estou pronta pra viver 
e passam as horas,
os dias
os anos
não tenho medo
vivo!

------------------------------------------


Vivendo inquieto
por vezes me perdendo nas esquinas
me perdendo
perdendo pequenos pedaços de inocência
na essência ninguém toca
faço besteiras
me perco
mas depois logo me refaço
é assim
o tempo não volta pra que a gente concerte o que foi feito
erros
acertos
vale tudo!
Tudo é permitido
é uma chance apenas
então a gente se joga e aproveita
sem remorsos
sem remoer os erros
sou apenas mais uma criança brincando de ser adulta
ou melhor, tentando não viver de uma maneira séria
tentando encontrar no "just relax", um conforto
tentando fazer da noite
um nobre caminho
e quando as meninas me cansam
fico com os meninos
e quando quero algo envolvente
fico com elas, que me estraçalham o juízo, corpo
as mulheres me ganham
me dominam
eu me apaixono por elas e me entrego
e faço inúmeras besteiras, como qualquer menina mimada
mas eu dou carinho do meu jeito
eu entrego todas as fichas pra você, menina.
Eu sinto aqui dentro uma revolução de sensações
emoções.

21 de jul de 2011

Mais um

Ele passou a achar que está tudo errado
 dentro
 fora.
Não entende de onde vem certas impulsividades
arrependimento latente que pulsa na mente no dia seguinte
podia ter feito
não deveria ter feito
deveria ter falado
queria estar mais perto.
Como é que pode ser tão burro?
O que te faz tomar decisões erradas e idiotas?
Ele fica se culpando e não faz nada para modificar as coisas
simplesmente não quer mais ser do jeito que é e não sabe por onde seguir
e começar a  tentar fazer tudo de repente, quem sabe?, dar certo
talvez tenha aprendido que dar certo não é legal
talvez tenha adotado a fuga como fuga.
Perdido, como todos os outros que fingem que não.

19 de jul de 2011

Pierre,Laís e a morta

Pierre ama uma mulher morta
e a sombra desta mulher constantemente aparece para ele.
Atualmente Pierre está se envolvendo com Laís
e ela está apaixonada por ele
mas Pierre ama sua mulher morta.
E vive em uma contradição, coitado.
Não sabe se tenta o suicídio e encontra seu amor
ou se resolve tentar se apaixonar por Laís.
O que talvez seja muito dificil, porque acredita que o amor surge no primeiro momento da entrega

Pierre encontra na morta o amor que talvez não terá novamente
Laís encontra no Pierre ,amor.

18 de jul de 2011

Maria Joana

Ela pega na minha mão e mexe qualquer coisa lá dentro
e vem vez ou outra aqui em casa
e me deixa feliz.

E me deixa confusa mas mesmo assim eu gosto
e por incrível que pareça ela acha que é melhor assim
essa nossa distância necessária
a gente fica três dias bem
mas geralmente no quarto dia possivelmente rola uma briga
aí ela pega suas tralhas e sai, batendo a porta de casa.
E aí passa uma semana e ela me liga toda feliz, contando alguma novidade interessante
aí diz que vem aqui
é sempre assim, um ciclo fechado.
Alguns amigos dizem que somos loucas
e eu apenas digo que as mulheres são assim e pronto.
Pra que perder tempo tentando entender o que não tem definição?
E a gente vive e pronto e se gosta desta maneira incomum e basta.
As histórias que me conta
os beijos que me dá
alguns carinhos que só ela é capaz de fazer.
Não existe nenhuma outra mulher igual
e me perguntam se eu sinto sua falta
internamente, baixinho, só eu sei desta resposta
SIM!
Grito com palavras.

O adulto que brinca

Ele deixou de ser interessante
deixou de rezar e frequentar a missa aos domingos
os padres estão achando que o menino está metido com drogas

Qualquer coisa para um padre é droga
porque ele não trepa e exige a perfeição
porque alguns deles são pedófilos e preferem menininhos

Jonhy aos 27 e sem nada no bolso
resquícios de pó
suas unhas estão tão sujas
e ele não consegue mais estar diante dos caretas.

E todos os caretas acham que Jonhy se perdeu no caminho
ele socou a cara de um bêbado,outro dia
as 6 horas da manhã
eles rolaram pelo chão do bar
até caírem na sarjeta

E todos aqueles que passam
falam e pensam qualquer coisa
mas ninguém estende as mãos e pergunta se ele está precisando de algo.

E eu tenho certeza de que se perguntassem
ele diria que não
Ele acha que não existem problemas e sim soluções


As drogas de Jonhy são seus queridos companheiros
apenas sedativos tratados com muito amor
Com todo carinho e cuidado ele afaga seu pózinho e estica uma linha na carteira de identidade

Ele não tem pudor ou vergonha
e nem faz drama.
E encontra nas drogas as soluções que busca na vida e não encontra.

Imprevisíveis

Ô menina, cê não precisa me explicar nada porque eu sei exatamente onde foi que errei
a intensidade assusta
a verdade incomoda
e a sinceridade afasta.
Ô menina, eu sei que a culpa também foi minha por não ter dado certo
fica tranquila que ninguém acha que a culpa de tudo é só sua
A culpa é só nossa
ou melhor, não fica nada
nada de dramas, traumas
apenas um romance entre garotas
e as vezes é tão dificil entender a cabeça de uma mulher
imagina de duas mulheres
apenas não deu certo
como ouvi por aí
o que se ganha é pra ser perdido
nada dura pra sempre
nem a vida
vá em paz
e siga o seu caminho sereno
hoje a gente mal se fala
mas são egos feridos
e nada mais.
As mulheres são imprevisíveis

Altas horas

Alta ansiedade

eles me disseram que dariam a resposta até sexta
e minhas unhas já foram roídas
e mais de 70 cigarros fumados
intermináveis xícaras de café
me acompanham noite a fora.
não aguento mais as noites
não quero sociais
nada de bagunça e badalações
preciso desta respota pra pular e aí sim comemorar
mas até lá
alta ansiedade

Fuck forever

Jonhy

 Rindo alto, tarde da noite.
De comentários ridículos no cubículo do quarto
e ela fala sem parar.
Blá blá blá
vazios conteúdos intermináveis.
Ela fala, fala,fala e não diz nada.
Sai daqui!
É engraçado como o ser humano é podre
(muitas vezes)
ele não reconhece seus fracassos
não aguenta as culpas
ou de repente brinca de ser idiota
Tudo bem, aceito as condições
não me pede qualquer coisa
não me ature e nem exija simpatia e educação
sou louco
completamente maluco
emocionalmente retardado
e admito que quando algo não está bom
eu viro a mesa
soco o ônibus
faço qualquer coisa para expulsar os demônios internos repletos de raiva
e no dia seguinte se eu te der "bom dia"
tudo bem
são apenas alguns momentos de fúria
sou normal como todos os outros
tem dias que é dificil o correr das horas
e outros, o sol surge e aquece meu peito
o amor é o ridículo
porque quando acaba vira mágoa, rancor
ou melhor, vira nada.
acumulando paixões e vivendo por aí
perambulando solto nesta imensa estrada
longe de casa
perdendo portos
dinheiro
conquistas
mulheres de todos os gêneros.
e sexos.
completamente perdido, parado, no meio do caminho.

15 de jul de 2011

Seja (mais!) imprudente

A insatisfação caminha com a sombra do homem.
Suprido desejo,
esgotam-se as fichas do jogo.
A roleta russa que já não é punk  e sim
o axé de beijos perdidos que domina a massa.
Pule ou
Mergulhe...no mais alto degrau das sensações.
Seja imprudente muitas vezes.
O buraco que te espera, as minhocas que provavelmente esperam aflitas para degustarem suas vísceras, esperam aflitas.
Veja que em tudo o que se agarra, um dia desmorona e morre.
Como a vida.
"Ninguém" é o bonzinho da esquina e de tanto agradar, morreu feito picolé na geladeira vazia.

13 de jul de 2011

16:20

No mundo inteiro essa hora eu queimo um fumo
essa hora eu estou em algum cantinho silencioso e quieto
conversando com amigos
ou fugindo do trabalho.
Esta é a hora de parar e observar os pensamentos como se fossem meninas interessantes
Bem de pertinho.
Juntinho!
Colocando para dentro do meu corpo uma fumaça espessa, densa e gostosa.
As vezes a gente se perde no meio dos dias e depois de um trago ela diz a direção correta
diz pra onde ir
...
E nós nos lançamos no abismo da eterna chapação dos momentos de paz.
Ah! Como é bom estar assim repleto de paz interior.
É  hora que a mente cala o corpo, que ficamos dormente e relaxados por segundos, minutos ou até mesmo algumas horas.
Viva!
Viva!
E quem te disser qualquer coisa ao contrário da tua vontade ...grite!
I smoke pot!

A menina dança

O dia colorido encanta o amor e suas viagens alucinantes
estive perto de teu corpo magro
mas não tive o prazer de tocar na tua pele macia repleta de cremes.
Seu pai é um homem grosso, mesquinho e vazio, vagando sozinho e solitário no arrastar das horas.
Tua mãe uma dona de casa, pobre coitada, vítima das circunstâncias da vida.
Você vale mais que qualquer dinheiro ou jóia ou caixa eletônico
Você faz parte da minha fantasia doce, da minha fuga possível, do sexo perfeito.
Digamos, que amanhã você não me queira mais...já tive tudo o que desejo (ainda) agora.
Teu corpo
Tua idéias
Juízo.

E são pessoas esquisitas

E a gente sai para umas voltas e fica meio distante de todo o resto
mas aí é que a gente sabe perfeitamente onde é que estão nossas coisas.
Fugindo do tédio de horas que se arrastam, fugindo da falta de cores de um dia-dia monótono.
Exigindo a fuga de uma realidade que não é necessária e sim imposta pela maioria
Buscando algo além de dados e fatos
buscando fantasias e ilusões neste escorrega maravilhoso de sensações e emoções.
Se estamos parados, pensando e quietos...observamos o que de mais interessante brilha a nossa volta.
E diante deste espetáculo de arrastadas horas, quase intermináveis, me lanço no absurdo e inaceitável carrocel de acrobacias mirabolantes.
Composta por idéias vagas e tolas.
Por qualquer devaneio e loucura possíveis nos dias que correm selvagem no relógio da cozinha.
Não quero ter razão, lógica e disciplina mas quero fazer algo para acrescentar na vida e no seu eterno passar das horas.
Fuja!
Fuja!
Corra para qualquer abrigo válido
qualquer carinho sentindo na pele e no peito.
Buscando por amor e carícias...bancando um pobre coitado.
Seguindo passos perdidos nesta multidão que passa e não olha para o lado.

12 de jul de 2011

Criarei outros bichos, nada de sapos!

Engolir sapos,
meu estômago não aguenta, sinto-me esgotado e cheio.
Muitas vezes estufado diante desta situação.
Não vou abaixar a cabeça pra que você pise na minha razão, por mais absurda que ela seja, ou até mesmo dê alguma lição de moral leviana e infantil, ninguém é melhor do que eu.
Ninguém é melhor do que você.
Somos todos iguais!
A partir de hoje é tudo na tua cara, cuspido e escarrado, não necessariamente nesta ordem mas exatamente assim.
 Dito e feito.
Ação e reação.
( nada de pensamentos e sentimentos que aprisionam e te deixam "bobinho".)

Eu, talvez seja mais normal do que  me veja diante do espelho e do que reflete neste objeto narcísico.
A vida de uns tempos resolveu ser normal, como qualquer "almofadinha", engomado antes da reunião na segunda-feira de manhã.

Como qualquer pessoa que casa e faz filho
e trabalha
e vive assim,
 passivamente.

Normal como todo mundo, todo o mundo, o mundo todo.
(Onde na maioria das vezes me coloco de fora observando esta "ordem" natural da vida e das coisas.)

4 de jul de 2011

4 julho (1:49am)

Preciso de ar
preciso gritar
preciso de algo que não está aqui.

Álcool, não.
Amor, não.
Família, não.
Emprego, não.

Algo além de tudo isso
algo que esteja fora desta maquete que já estava formulada antes de nascermos.

O que me escapa e por isso me espanta é que estão todos sem tempo
e diante de tudo isso, quero a fuga.

Na verdade necessito dela neste instante
sumir por uns tempos
preciso de outros rostos
lugares.

Na verdade o que me faz ser para sempre insatisfeito
é que por mais que se busque respostas vão ter outras tantas que ficarão sem elas.