Páginas

13 de ago de 2010

alma musical

Música
ausência de barulho
som
vibração
instrumentos musicais
é energia
flui
encanta
emociona
é movimento
é leveza
é necessário
música como fonte da pesquisa
curiosidade
experimentar
mudançar
O melhor as vezes é ficar parado, só observando como o tudo de desloca
como tudo acontece

10 de ago de 2010

O fluxo de pessoas
uns chegam
e outros vão embora
as vezes pra nunca mais
as vezes pra daqui a pouco
o constante fluxo de pessoas

Caso complicado

Doce delicado
doce voz delicada
você agora aqui e sorrindo
feliz, olhando pra mim
sorrindo!
jogados em um domingo
jogo na tv
cigarros que se queimam no tédio de algumas horas
que correm no relógio do quarto
jogados no quarto
na cama
por dias
por horas
eles dois
que completos
--------

Eles dois brigando por cigarro
brigando por "lance"
brigando por qualquer coisa
quando de repente um copo voa na parede da casa
já não era mais a mesma coisa
do sonho ao real em questões de segundos
um amor que não tinha mais respeito, companheirismo,fidelidade
tinha amor
mas não tinha mais nada
e o amor não sustenta o resto quando já não é nada
jogados no chão da casa
caídos e cortados
amor
raiva
--------------------------

A garrafa e a mulher

Uma garrafa de plástico
repleta de água
de tampa verde
com um volume de 230ml
rótulo verde
sua membrana plástica
protegia a água
e é vida
é mais uma gota
mais um gole
o deslizar da água na garganta seca
estava abandonada pela boca
e o líquido contido ficava cada vez mais quente
e a boca demorava a voltar a encostar na garrafa
o contato da boca da mulher que falava para os alunos
e o contato do líquido na boca
a garrafa abandonada toda vez que a mulher não queria mais
ela molhava os lábios e a língua e falava
e falava
e jogava a garrafa que sozinha ficava em pé na mesa da sala de aula

9 de ago de 2010

somente o necessário

Observar o comportamento animal
o comportamento do homem
observar
tirar conclusões
experimentar
exercitar
caminhar
cantar
falar
escrever
faz parte das minhas necessidades
são básicas
como andar
urinar

era de aquário...ela

Quase sempre boto o pé no freio quando vejo que não tenho mais uma gota de razão
quando a emoção toma conta
e a velocidade com que tudo acontece faz com que eu não vá adiante
as vezes parece que perco a coragem de mostrar ao mundo que posso amar
mesmo amando diferente
mesmo não sendo igual
o que na verdade é fundamental
não me venham com regras
não!
eu tenho as minhas
sigo o meu instinto de bicho
muitas vezes com medo
muitas vezes sem pensar
muitas vezes amando
apaixonada
criança
meio boba
meio imbecil
meio babaca
quando digo que quero
e as vezes não quero
quando digo que não quero
e as vezes quero
minha cabeça faz parte de uma confusão que mais parece um furacão de sensações e emoções
embora eu teime em querer razão

Necessário

Preciso de ar
preciso de gente
de comunicação
preciso respirar
falar
escrever
ler
beijar
acasalar
reproduzir?
preciso ir
sempre em frente
o instante é já
presente
o passado já foi
e o futuro é pra depois
é agora
essa hora

vamos?

UNS

UMA PRAIA DESERTA
UM SOL QUEIMANDO A PELE
UM CACHORRO CORRENDO FELIZ PELA AREIA
UM BEIJO NA BOCA SALGADO
UM ABRAÇO APERTADO
UM CHOPP GELADO
UM CIGARRO ENTRE OS DEDOS
SERÁ QUE TUDO É SONHO?
OU TUDO ISSO NÃO PASSA DE VIDA?
VIDA DOCE E DELICADA
VIDA!
QUERO UM MILHÃO DE IRMÃOS
QUERO MUITOS BICHOS E VERDE
QUERO A IMENSIDÃO INCONSTANTE E ESCURA
UM MAR DE POSSIBILIDADES
NÃO QUERO MAIS ANSIEDADE
QUERO EXPECTATIVAS
APLAUSOS?
QUERO APRENDER COM O ERRO
ACERTAR E SORRIR
GARGALHAR ATÉ SENTIR DOR NA BARRIGA
VOZ ALTA
SOM
MÚSICA

o que eu quero?

TUDO ACABA E SE ACABA É POUCO
A VIDA É POUCO
ELA ACABA FEITO CIGARRO QUEIMANDO ENTRE OS DEDOS
E TUDO O QUE EU QUERO É O CONTRÁRIO DISSO
QUERO TUDO
QUERO MUITO
QUERO AO CUBO
QUE MULTIPLIQUEM AS SENSAÇÕES DURANTE O DIA
PARA QUE SEJA COLORIDO
TODA A MESMICE CEGA E SUFOCA
DEIXA EU SER O QUE EU QUERO!

4 de ago de 2010

MULTIPLICIDADE...UMA EUFORIA COLETIVA

BRANCO, PRETO, AMARELO
COR DA PELE?
GAY,HÉTERO OU BI
SEXUALIDADE?
O QUE IMPORTA NA VIDA?
EU SER REAL, NORMAL OU MUTANTE?
O QUE IMPORTA É QUE A NOITE EU COMO TORTA
E DE DIA EU PEGO SOL
E A NOITE EU TOMO UMA BRAHMA
EU GRITO BEM ALTO PRA QUE TODOS POSSAM OUVIR
EU FALO PRA O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEIS
EU SOU O CANAL ENTRE MENTE E DEDOS
OU ENTRE MENTE E TEXTO?
PENSAMENTO E GRAMÁTICA
OU SEJA
REGRAS DE UMA LÍNGUA PORTUGUESA
ATÉ NESSA HORA EU NÃO SOU LIVRE?
ONDE POSSO ENCONTRAR O INSTANTE DE LIBERDADE
EU SEI A RESPOSTA
E VOCÊ?

É BREGA,CLICHÊ...MAS TODOS QUEREM

MEU AMOR ANDA DE ÓCULOS ESCUROS
MEU AMOR FALA E BEM ALTO
MEU AMOR ESTÁ AO MEU LADO
MINHA SOMBRA
SOU EU
MEU AMOR É TEU
SOMOS DOIS PERDIDOS EM SENSAÇÕES COMPARTILHADAS
E JUNTOS DANDO MAIS UMA GOZADA
DANDO MAIS UMA TREPADA
AGUENTANDO AS BRIGAS
PASSANDO POR CIMA DE CIÚME
POSSESSIVIDADE
E TRANSFORMANDO EM FRATERNO
IRMÃO
AMOR
AMOR
AMOR

NÃO É POSSÍVEL!

PESSOAS QUE SEGURAM EM ARMAS DE FOGO DIARIAMENTE COM O PROPÓSITO DE ACABAR COM O MAIOR NÚMERO DE VIDAS.
ESCÂNDALOS DE CORRUPTOS RATOS NA ZONA SUL
PLAYBOYS ATROPELANDO E MATANDO E TOMANDO DURA
E BANDIDOS, FUDIDOS, NO MORRO DA BAIXADA
ANO DE ELEIÇÃO E EU NÃO TENHO CANDIDATOS
TODOS SUJOS
QUEIMADOS DE ALGUMA AMBIÇÃO QUE NÃO TENHO
E TAMBÉM ACABANDO COM O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEIS
VISANDO UM ACUMULO CADA VEZ MAIOR DE RIQUEZA
DE BENS E MATÉRIAS QUE NÃO TEM VALOR
POR NÃO TER CORAÇÃO
E ONDE ESTÁ O AMOR?
O RESPEITO?
A UNIÃO?
TODO O MUNDO PARTIDO
GUETOS
PRA QUE?
ESTAMOS JUNTOS NA MESMA EXPERIÊNCIA
VAMOS GOZAR DE ALEGRIA
VAMOS GARGALHAR ALTO
PRA DESFRUTAR DE UMA GOZADA COLETIVA
EU QUERO TER AS MESMAS CONDIÇÕES QUE VOCÊ TEM
BANQUEIROS
EMPRESÁRIOS
LIXEIROS
CAIXAS
ADMINISTRADORES
NÃO OLHA ASSIM
NÃO SORRIA PRA MIM DE UMA MANEIRA DEBOCHADA POR QUE SEU OLHO PODE ACABAR FICANDO VERMELHO
EU TE ENSINO UMA TÉCNICA DE EQUILÍBRIO
E VOCÊ ME DÁ UM POUCO MAIS DE PAZ

Era o cara

Ele era um cara legal
Dava doces para as crianças
E também dava doce para adultos
Para adultos na verdade ele dava a vida
vivia no morro e dele não saía
era dono de uma das favelas mais violentas do Rio
não sentia culpa
não sentia medo
não pensava em vida
sem segurar uma arma na mão ele matava gente todo dia
e era mais uma dola de crack
mais um pouco de pó
e todos os junkies doidões, vagando por ruas escuras e em lixos
mulheres grávidas e fissuradas
na lata de lixo
no meio da rua
desfilando sem dentes
sem alegria
com uma carga ruim de energia
sujas e fedorentas
elas me sugavam no olhar de desespero
José Alexandre
O Lelé do morro do pimpão