Páginas

28 de jun de 2012

Roleta russa

Estranhas idéias que atormentam o ser
as vezes a gente se liga muito no outro
se liga tanto que pensa em não ser possível viver sem
mas quando o coração volta para o seu lugar 
e a razão enfim torna a ter juízo
você percebe quanta besteira que traz a paixão
que essa passionalidade tola só faz dar merda
feito a que se faz no vaso
quanta asneira escrevi naquela noite triste
quantas horas de tortura 
feito um tonto
chutei o balde e resolvi entornar litros de álcool
litros escorri em sangue fervendo
mas hoje livre estou
feito um pássaro no céu
coloquei o pé no freio
antes o acelerador estava com defeito e a velocidade só crescia
mas as vezes as coisas não saem como calculado
e tudo bem também
aprender a saber que nem tudo o que ser quer
deve ser 
que a vida tem seu ritmo e que o samba no morro não deve morrer
e que nada além de dentro do meu peito deve importar tanto
a ponto de abalar minhas estruturas
não!
essa passionalidade feito um revólver carregado
feito uma brincadeira perigosa "roleta russa".

Nenhum comentário: