Páginas

10 de nov de 2010

como um soco na cara ou será na boca do estômago?

Eu cheguei na hora em que eles deram continuidade ao beijo interpretado pra cena do filme
e não foi um simples beijo
era uma energia maior que eles e que envolvia
logo alí
na minha cara
cheguei e logo virei o rosto
não aguentei presenciar aquela energia
como um imã que conecta as partes envolvidas
que desespero que me toma de repente
saio da sala
entro no carro
ligo e vou embora
lágrimas rolam do rosto
meu peito partido e doído me faz ser fraco
páro no primeiro bar
compro uma garrafa de vinho bom
e saio em busca de qualquer abrigo
porque meu peito agora ferido chora de medo
mas não é só isso
é a perda que pulsa latente pelas minhas idéias
perder o amor
mas que será que se perde alguém?
porque não se controla pessoas
estamos livres para sentir e a oferta é muito grande
muitas possibilidades por segundo que te fazem ser livre
mas aquele beijo
aquele jeito de olhares trocados
aquela baba dele na boca dela
uma energia além do normal
e o pior
quem presenciou sabe do que estou falando
e não é drama
ficção
é real

Nenhum comentário: