Páginas

29 de out de 2009

Tema: Violência Urbana
(Ana Shirley) Comunic & Lingg

Importa a culpa? Solução já!
São tiros de metralhadoras e fuzis e no meio desse confronto estão todos. Usuários, policiais, traficantes, estado e trabalhadores.
O tempo que seria de paz, conversa e interações foi substituído por tiros que cruzam o céu e chegam em corpos e casas. E de onde vem a bala? Muito ódio, raiva, homens se matando a troco de nada, feito idade média.
Voltem os hippies, os beats! E essa juventude trancafiada em casa com medo do tiro que cruza a sala e pega a lata do lixo. Dessa vez foi sorte.
Triste é ver o estado sem voz pedindo permissão para traficantes para começar obras do pac em uma comunidade do Rio de Janeiro. Ou o helicóptero que cai porque todos se omitem diante dos fatos. Nas fronteiras tudo passa, drogas, armas e mais um tanto de coisa. E de quem é a culpa?
Do viciado, doente que compra a droga e sustenta o crime.
O estado que pede licença para entrar nas comunidades porque não atua onde deveria. A polícia que chega atirando no caveirão sendo este o pior pesadelo do trabalhador que desce a ladeira. Os traficantes e suas rivalidades com outras facções pelo monopólio.
E tem também o cidadão que assiste tudo e já descrente com a política daquele mesmo corrupto que disse que não sabia de nada que estava acontecendo, fica sem fazer nada, braços cruzados e reclamando.
Mais crianças, velhos, mulheres grávidas, homens, policiais, traficantes, jovens caem diariamente nesse chão repleto de sangue e cartuchos de bala. Impostos são cobrados, pagos e todos querendo cobrar por soluções onde é possível chegar a uma conclusão sem mortes. Com vida!
Um estado de praias deslumbrantes, até bucólicas, essa mata verde do Parque Nacional da Tijuca e o Parque Lage são exemplos de alegria em pleno caos. Lugares que estão acolhendo pessoas amedrontadas por tiros de balas e granadas. Um lugar lindo sendo palco de guerra.
Não é possível que só o carnaval seja capaz de colocar o bloco de gente feliz que brinca nas ruas.
Vamos receber os gringos com alegria, para as olimpíadas e não ter que sair correndo ou ter medo de estar na rua.

Nenhum comentário: